Buscar
  • EngeDantas

Como desbloquear um carro sinistrado?

Como já abordei em outros artigos (você pode pesquisar através da busca do site), existem 3 tipos de sinistro em que os veículos acidentados são classificados:

Pequena monta: Uma colisão leve que não afetou nenhuma parte estrutural do veículo, apenas partes estéticas ou não essenciais à segurança do condutor, passageiros, demais veículos e pedestres. No caso do sinistro de pequena monta, o carro não sofre nenhum tipo de bloqueio no Detran.

Média Monta: Esse tipo de colisão é quando alguma parte estrutural do veículo é danificada como longarinas, colunas, caixa de roda, assoalho e etc. Ou seja, partes que envolvem diretamente a construção e afetam o comportamento dinâmico do veículo se não estiverem em perfeitas condições. Caso alguma dessas partes sofra um dano e não seja corretamente reparada irá prejudicar a segurança de todos que participam do trânsito, por esse motivo, o carro é bloqueado no Detran e somente é liberado após apresentação de documentos que comprovem o reparo e as perfeitas condições de circulação do veículo.

Grande Monta: Batida grave que torna o veículo irrecuperável. É a maioria dos casos que vemos veículos sinistrados vendidos como sucatas nos leilões. Esses veículos terão suas placas recolhidas e o chassi recortado. Veículos com sinistro de grande monta não podem circular mais.


Reclassificação de Sinistro

Após sofrer um acidente, você pode solicitar a reclassificação do seu sinistro caso não concorde com a avaliação realizada pelo agente de trânsito. Verifique os prazos e os procedimentos para solicitar a reclassificação do seu sinistro junto ao Detran do seu estado.

Como desbloquear um carro com sinistro

Se o seu veículo sofreu um sinistro de média monta, ele será bloqueado para circulação no sistema do Detran (irá constar “CIRCULAÇÃO VEDADA”) e para desbloqueá-lo será necessário apresentar os seguintes documentos:

– Cópia Autenticada do CRV (documento de transferência de veículos);

– Cópia Simples do CRLV (documento do licenciamento anual do veículo);

– Cópia Simples do CPF, RG (ou CNH) e Comprovante de endereço do proprietário;

– Nota Fiscal de todos os serviços realizados no veículo para sua recuperação como: funilaria, pintura, peças, equipamentos e acessórios obrigatórios, mão de obra da troca de peças e qualquer outro item que tenha sido reparado;

– Caso o veículo tenha sido adquirido em leilão, a nota fiscal do leilão e da seguradora ou banco (comitente);

– Laudo de Vistoria de Transferência – ECV (Vistoria de Transferência do Detran/SP ou Vistoria Lacrada caso o veículo esteja em outro estado);

– Laudo do INMETRO (emitido após a realização de vistoria em oficina credenciada pelo INMETRO) com CSV.

OBS: Para fazer o laudo em oficina credenciada pelo INMETRO, é preciso que o Detran libere a vistoria do veículo. Você deve solicitar essa autorização junto ao Detran do seu estado.

Após realizar todas as etapas e entregar todos os documentos, o seu veículo tem o bloqueio retirado do sistema e pode voltar a circular normalmente. O prazo médio que o Detran tem demorado em São Paulo para realizar o desbloqueio do veículo é de até 5 dias úteis, verifique no Detran do seu estado a previsão.


Gostou do post?

Curta, comente e compartilhe em suas redes sociais!


#peritojudicial #pericia #assistentjudicial #vasosdepressão #caldeira #compressor #compressores #tubulação #tanquesmetalicos #nr11 #nr12 #nr13 #projetos #projetosmecânicos #solidworks #autocad #laudotécnico #art #engenheiromecânico #engenhariamecânica #crea #creasp #confea #fiesp #senai #engenheiro #engenharia #bobcat #minicarregadeira #pacarregadeira #retroescavadeira #construçãocivil #reclassificaçãodemonta #pmoc #arcondicionado

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo